Lisboa
16 Oct, Saturday
18° C
TOP
Onde morar em Lisboa: bairros e preços médios de aluguel

Onde morar em Lisboa: bairros e preços médios de aluguel

Se você já fechou sua viagem e pretende saber onde morar em Lisboa, está no lugar certo. Para tomar essa decisão, em primeiro lugar você precisa saber onde irá estudar ou trabalhar e se quer ficar próximo à faculdade e ao trabalho, ao lazer ou no meio do caminho (o que particularmente acho uma excelente opção).

Onde morar em Lisboa: melhores bairros

Separamos alguns bairros mais próximos e mais afastados do centro e das estações de metrô. Uma coisa é certa: se estiver no miolo entre as linhas Verde, Vermelha e Amarela (o triângulo no mapa acima), as chances de desfrutar tudo o que a cidade tem a oferecer andando menos de 2 ou 3km é imensa. Para quem é de São Paulo, como eu, essa distância representa menos do que um bairro.

Vamos começar pelos bairros que fazem conexões com diferentes linhas de metrô e depois partimos para os pontos mais afastados do burburinho, mas não menos importantes. Para aproveitar sua viagem com mais conforto, abra o Google Maps para acompanhar as dicas se estiver acessando pelo computador.

1. São Sebastião da Pedreira e Picoas

Morei no Largo de São Sebastião da Pedreira e fui muito feliz na região. É um pedacinho de Lisboa não tão turístico como a Baixa, o que dispensa toda aquela agitação e movimento de pessoas turistando e tirando selfies nas ruas e estações.

Além disso, São Sebastião é um bairrinho pequeno e bem servido no que diz respeito aos transportes: a estação do Metrô de São Sebastião está nas linhas Azul (Amadora – Sta. Apolónia) e vermelha (Aeroporto – São Sebastião). Se você morar perto da igreja, também estará a dois quarteirões da estação Parque, na linha Azul ou três quarteirões da Linha Amarela, na estação Picoas.

O que você vai encontrar por ali: o Parque Eduardo VII, cartão-postal da cidade com vista para a praça Marquês de Pombal, marco zero de Lisboa. São Sebastião da Pedreira também está próxima ao Museu e a um parque muito agradáveis da Fundação Calouste Gulbenkian. Na conexão com a estação de metrô, você vai encontrar o El Corte Inglés, uma loja de departamentos espanhola que tem livraria, supermercado (mais caro que o habitual, mas bom), cinema e lojas de roupas para os mais variados estilos.

Fica a menos de 1km da Universidade Nova de Lisboa e a um ônibus da Escola Superior de Comunicação Social do IPL em Benfica (linha 756, aproximadamente 20 minutos). É mais afastada da Cidade Universitária, mas a proximidade com a linha amarela encurta a distância 😊. Fica a uma estação de metrô da Praça de Espanha, na Linha Azul, de onde partem os ônibus para a praia no verão – e lar da Universidade Católica de Lisboa.

Fazia quase tudo a pé porque São Sebastião também é perto do SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, onde você terá que ir para validar seu visto). A única coisa que deixou um pouquinho a desejar nesse lugar maravilhoso foram os bares e restaurantes, mas nada fora do normal. Afinal, a cidade é pequena e não é preciso andar muito até os bairros mais próximos.

Preço médio do aluguel: a partir de €350 por mês em quarto individual com cama de solteiro.

2. Saldanha

Se você não sabe onde morar em Lisboa, Saldanha é uma boa pedida para quem vai fazer intercâmbio em Portugal. O bairro fica na estação de transferência entre as linhas Amarela e Verde e oferece várias opções de lazer: cerveja a 70 céntimos no quiosque em frente ao metrô, Cien Montaditos (rede de fast food espanhola conhecida pelos lanches baratinhos e gostosos) até outras opções mais refinadas (que não visitei porque sou pobre).

A região é bem jovem e tem vida diurna e noturna. O motivo? Além de estar numa região mais centralizada do que a Cidade Universitária, Saldanha também abriga o IST (Instituto Superior Técnico) e a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (já mais próxima da estação Campo Pequeno). No meio do bairro, onde está a estação Saldanha, estão o Cien Montaditos e a cerveja a 70 céntimos que alegram a vida dos universitários que passam por ali.

Gostei muito da região e achei uma das mais equilibradas em termos de jovialidade, vida noturna e lazer, movimento durante o dia e opções de comida e bebida baratas. Além de tudo, Saldanha também faz conexão tanto com a Linha Amarela quanto com a Linha Vermelha do metrô de Lisboa.

Preço médio do aluguel: a partir de €300 por mês em quarto individual com cama de solteiro.

3. Alameda e arredores

Alameda é outro desses pontos que têm chamado a atenção dos casais jovens de Lisboa. Fica numa região toda revitalizada e próxima ao ISCTE (faculdade conhecida como “técnico”) e faz conexão tanto com a linha Verde (Telheiras – Cais do Sodré) quanto com a linha vermelha. A praça central é uma atração à parte no verão, época em que você vai ver pessoas de todas as idades relaxando por ali, seja na prática de um esporte ou para uma cerveja depois do trabalho.

Se você não sabe onde morar em Lisboa e quer ficar perto de um pedacinho do nosso Brasil, na Alameda você pode achar algumas lojas especializadas em produtos brasileiros, como o Guaraná Antarctica, farinha de tapioca, massa de pão de queijo. Existem alguns mercadinhos brasileiros espalhados por Lisboa, mas perto da estação, na Rua Carvalho de Araújo, existe uma dessas lojinhas e muitas, muitas casas.

Por ali, você vai encontrar barzinhos gostosos ao redor da praça principal, alguns restaurantes chineses e, descendo um pouco mais em direção ao Martim Moniz (se você não se importar em andar 4 estações, é uma descida), uma praça com food trucks especialmente árabes com um kebab delicioso. Esse local concentra emigrantes da Ásia, em especial os indianos, paquistaneses, bangladeshianos (é assim que escreve?) e os chineses, concentrados nas lojas e restaurantes ao redor.

Para sair à noite, o Intendente (a três estações de metrô, na Linha Verde) é mais um desses pontos revitalizados a partir dos anos 2000. Antes, era conhecido por ser um ponto de prostituição e drogas. Ainda conserva sua atmosfera escura e diferente, mas não é nada como antes. Agora existem diversas opções de bares, com destaque para a Casa Independente, um casarão que deu lugar a um bar com diferentes ambientes e jardim externo legalize e restaurantes típicos que servem comidas deliciosas.

Preço médio do aluguel: a partir de €200 por mês em quarto individual com cama de solteiro.

4. Alvalade, Campo Grande e Cidade Universitária

Um dos bairros mais caros para morar em Lisboa, Alvalade é muito disputado pelas famílias com filhos pequenos (honestamente, não sei por quê) e fica numa região mais afastada do centro. Mesmo assim, em Alvalade dá para encontrar alguns estudantes da Universidade de Lisboa que querem ficar mais próximos à faculdade.

A Avenida do Brasil começa no Alvalade e vai até o Campo Grande. Os estudantes da IUL se concentram por ali porque a avenida transforma-se na Alameda da Universidade assim que ultrapassa o Campo Grande e entra na Cidade Universitária. Parece confuso? É que os bairros são muito pequenos.

Por ser um bairro mais familiar, talvez você não encontre muita coisa na região além de um Rock Bar frequentado por uma faixa etária dos 30-50 anos e alguns snookers escondidos em sobrelojas, como vemos em São Paulo. Particularmente, achei a região morta à noite, até porque o horário habitual das aulas costuma ser de manhã ou à tarde.

Sobre as estações de metrô próximas, isso vai depender de onde você vai estar. A estação Cidade Universitária fica a 750m do começo da Avenida do Brasil. Além da caminhada, quando desci nessa estação à noite tive um medinho porque a faculdade está vazia e as ruas não são tão iluminadas durante a noite. Também do começo da Av. do Brasil e até a estação Alvalade do metrô são 900m, uma caminhadinha considerável.

Por não estar tão próximo às estações de metrô, particularmente não aconselho a região para morar em Lisboa e o local não justifica os preços salgados para um estudante. Os outros bairros têm uma atmosfera muito mais histórica e acho esse pedaço muito descampado e afastado do centro. Sinto que falta vida por ali. Mas isso é só a minha impressão, fique à vontade para ignorar.

Preço médio do aluguel: a partir de €350 por mês em quarto individual com cama de solteiro.

5. Alto dos Moinhos, Benfica e São Domingos de Benfica

Bem, há quem vá estudar na ESCS ou na Faculdade de Educação do IPL e pense em ficar perto da faculdade, o que não é mau – mas também não é tão bom quanto o resto da cidade. Alto dos Moinhos, mais afastado do centro, é uma estação da Linha Azul que fica próxima ao estádio do Benfica e dentro da freguesia de São Domingos de Benfica.

Também morei no Alto dos Moinhos e, embora não seja nada mau em termos de comércio, infraestrutura e proximidade com a ESCS, onde estudava, não é tão próxima ao centro quanto São Sebastião. Pelos meus vizinhos, gente que via todo dia e pelos comerciantes, percebi que São Domingos de Benfica é um bairro que tem grande concentração de velhinhos. Sempre que eu ia ao mercado, topava com uma senhorinha fofa que me oferecia o cartão fidelidade dela para eu comprar cerveja com desconto.

É um lugar para você se sentir acolhido porque todo mundo vai te conhecer em pouco tempo: os açougueiros, os indianos da mercearia, os garçons dos cafés, a cabeleireira, a caixa do mercado e a senhora da papelaria vão saber quem você é e onde mora. Pelo metrô, fica a apenas 1 estação do Colombo – o shopping onde você sempre vai quando precisar comer ou comprar algo e a 1,6km da ESCS.

A região é dos locais: você não vai ver estrangeiros. Para quem não sabe onde morar em Lisboa e quer mergulhar no dia a dia de um bairro, o Alto dos Moinhos é uma opção aconchegante e mais acessível que os demais.

Preço médio do aluguel: a partir de €200 por mês em quarto individual com cama de solteiro.

6. Santa Apolónia , Alfama e Graça

Santa Apolónia é a última estação de metrô da Linha Azul, que fica à beira do Tejo. Subindo as escadas e ruazinhas, a Alfama: o bairro mais antigo de Lisboa, com vista para o rio. Ao redor, algumas casas de fado e bares alternativos que apareceram mais recentemente.

Esse cantinho é mais conhecido pelos locais. Pelo menos sempre fui com eles e não vi nenhum estrangeiro por ali – e é especial. As ruas de pedra, as casas construídas praticamente em cima das outras e o clima de que tudo ficou parado no tempo é o que faz Alfama especial.

Não teria nenhum contra sobre Alfama e Graça, exceto pela distância do metrô e pela falta de avenidas grandes que costumam oferecer lojas e supermercados. Além disso, pelo fato de os carros não passarem por muitas ruas, dependendo de onde você morar, vai ter que andar com sacolas do mercado por longos percursos. Afora isso, se você é adepto das caminhadas e gosta da vida noturna light, eu aconselho a Alfama porque tem clima de vila e de interior e tem um patrimônio muito valioso ao redor.

Preço médio do aluguel: a partir de €350 por mês em quarto individual com cama de solteiro.

7. Cais do Sodré, Santos, Baixa-Chiado e Bairro Alto

Juntei esses quatro porque também são especiais. São os bairros da boemia e estão próximos a algumas faculdades especializadas em criatividade: Belas Artes IUL, Escola de Tecnologia, Inovação e Criação e IADE, todas dedicadas às artes, ao design e a assuntos mais moderninhos.

Bem, então vamos começar pelo Cais do Sodré: última estação da Linha Verde do metrô, junto ao Tejo, mas mais próximo da ponte 25 de abril do que a Santa Apolónia. Fica perto da estação dos barcos que levam à margem Sul, no Terreiro do Paço e concentra o IADE (faculdade de design) e algumas empresas, das mais modernas às mais antigas, têm um escritório por ali.

Outra coisa boa do Cais é a conexão com o comboio (trem) que leva à praias de Cascais e Estoril – a desvantagem é que você vai comer muita areia nessas praias porque venta muito. No Cais tem as baladinhas, geralmente frequentadas por quem teve que desocupar os bares do Bairro Alto recém-fechados: Music Box, Meninos do Rio (só no verão) e Lux são as mais frequentadas pelos universitários.

Já no Bairro Alto, que também é muito gostoso, o problema é para quem gosta de dormir à noite. No Cais ainda dá para achar ruazinhas menos movimentadas, enquanto no Bairro Alto tem mais perdidos e estrangeiros pra todos os lados, principalmente no verão. Dependendo de onde você morar, será distante da estação de metrô e vai ser difícil chegar com compras – mas a viagem compensa pelas paisagens.

Santos já é mais afastado de estações de metrô e é servido por uma estação de comboio de mesmo nome. Também é um desses bairros históricos, mas peca um pouco pela distância de tudo.

Preço médio do aluguel: a partir de €350 por mês em quarto individual com cama de solteiro em Santos e a partir de €250 no Bairro Alto e Cais do Sodré.

8. Príncipe Real, Estrela, Lapa e Rato

Príncipe Real é o crème de la crème para morar em Lisboa, fica um pouco acima do Miradouro de São Pedro de Alcântara, no Bairro Alto. É um dos mais disputados para casais jovens e solteiros e tem variadas opções de compras e lazer. Mais voltado ao comércio local e às ideias inovadoras dos portugueses, o Príncipe Real tem lojas colaborativas que valem a pena a visita mesmo que você não seja um morador, além de um Jardim e um Jardim Botânico que dispensam comentários.

A praça com um quiosque que vende imperiais e pequenas porções é uma delícia para desfrutar de um fim de tarde no verão. O Príncipe Real fica atrás da Avenida da Liberdade, uma das mais caras da Europa na versão portuguesa do Monopoly, que ostenta lojas de grife em meio a uma avenida ampla e cheia desses quiosques, bares a céu aberto que eu adorava frequentar.

Estrela e Lapa são mais ou menos a mesma coisa. Fica mais abaixo (a pouco mais de 1km) da estação Rato, fim da Linha Amarela do metrô e, descendo, a 2,5km da estação de comboios Santos. O Jardim da Estrela, durante o verão, é palco do MEO Jazz, uma atração que acontece em parques nos fins de semana e conta com música e cerveja em espaços abertos da cidade. A Basílica da Estrela é monumental. Para quem vai estudar no ISEG e quer ficar próximo à faculdade, boa pedida.

O Rato é outra boa pedida, principalmente na Rua Dom João VI, onde estão localizados alguns prédios com vagas para estudantes. Se você quer saber onde morar em Lisboa e procura uma região mais calma durante a noite, o Rato pode valer a pena.

Preço médio do aluguel: a partir de €450 por mês em quarto individual com cama de solteiro no Príncipe Real, a partir de €380 no Rato e a partir de €260 na Estrela.

9. Belém e Ajuda

Esses bairros já são beeem mais distantes de Lisboa e praticamente não pertencem ao mesmo distrito porque estão do outro lado da Ponte 25 de Abril (aquela que parece a de São Francisco, nos EUA). É o lar dos famosos pastéis de Belém e o acesso a partir de Lisboa é feito tanto de comboio quanto por elétrico (o nosso bondinho).

Já é uma região mais arborizada e repleta de parques e árvores e dá para encontrar quartos muito bem decorados para alugar por preços bem mais baixos que a cidade. Para quem não abre mão de estar perto do mato, é uma boa ideia.

A região é servida por muitos museus e monumentos, como o Mosteiro dos Jerónimos, Museu Nacional dos Coches, Palácio Nacional da Ajuda, Padrão dos Descobrimentos e Torre de Belém. À noite, porém, é mais paradinho. Gostoso para quem é relax e quer ficar longe do burburinho – e para quem vai estudar no Instituto Superior de Agronomia. Além disso, é a região que tem os aluguéis mais baratos de Lisboa.

Preço médio do aluguel: em média, a partir de €200 e até €350 em quarto individual com cama de solteiro ou de casal.

10. Cabo Ruivo, Oriente, Encarnação e Olivais

O Oriente é o polo dos negócios de Lisboa, onde estão instaladas algumas multinacionais como a Vodafone e a agência de publicidade Havas. Ao lado da estação de metrô, que faz conexão com a linha de trem que leva a Sintra, você vai encontrar o Centro Comercial Vasco da Gama, que leva esse nome por conta da proximidade com a outra ponte de Lisboa, que marca a outra extremidade da cidade – ou seja, fica do lado oposto de Belém. Nesse shopping tem um supermercado Continente.

Bem, é uma região permeada por emigrantes de luxo e pessoas de negócios de toda a Europa e parte da Ásia. Honestamente, você não vai encontrar muito para fazer à noite se quiser algo mais agitado – mas tem o Casino!

Preço médio do aluguel: de €225 a €350 em quarto individual.

 

Se você estiver acompanhando o post com o Google Maps, provavelmente vai se perguntar: “ué, e Chelas?”. Chelas é uma parte meio esquecida, quase que inacessível. Por só ter ido lá duas vezes, não me atrevo a falar a respeito.

Agora que já sabe tudo sobre os principais bairros de Lisboa, que tal começar a procurar seu cantinho por lá? Acesse o nosso post sobre onde alugar quartos em Lisboa e conheça os sites mais confiáveis para alugar quarto à distância.

A Gabi fez intercâmbio em Lisboa em 2015 e desde que voltou para o Brasil no ano seguinte, já começou a planejar a volta para Lisboa depois de se formar. Está de volta à capital portuguesa desde 2019. Desde que tudo deu errado com o seu visto, em 2015, resolveu ser mais criteriosa com a papelada e criou o blog para evitar que outros estudantes cometam os mesmos erros.

Comments (22)

  • Raquel Frota

    Ameiii o Blog, Gabi ! Parabens !!!

  • Mayara Izabel Bezerra de Souza

    Estou pensando em fazer um intercâmbio ano q vem vem em Lisboa, qual bairros vc me sugere.

  • Bárbara Sandy Silva Cruz

    Gabi!!

    Me ajuda!
    Queria mais dicas…estou indo morar lá com o meu namorado.
    Na verdade, vamos passar um tempinho só para fazer uma pós/mestrado e depois voltamos.
    Por isso estava pesquisando um bom lugar para morar..

  • Mirella Dutra

    Obrigada pelas dicas!!! Foram valiosas
    Super abraço

  • Obrigada, Gabriel! 🙂

  • jenny

    Ola boa tarde. Estou me mudando para Lisboa com meu marido e estou fazendo pesquisa na net para ver um bairro barato de morar somos uma família com 3 filhos.

  • Brasil!

  • RACHELL OLIVEIRA

    Olá,
    Você teria alguma dica para “emprego”, algum site ou agência, gostaria de ir com algo engatilhado, mesmo que fosse algo simples.

  • Graziella

    Ola boa tarde. Estou me mudando para Lisboa com meu marido e estou fazendo pesquisa na net para ver um bairro gostoso e barato de morar. Minha amiga mora perto da estaçao rato e gostaria de ficar perto. O que me aconselha?
    Abraços Graziella

  • Carlos

    Estou pensando em comprar um apartamento e me mudar de vez, quais melhores bairros para apartamentos com preço médio t2, bairro seguro, com comércio e opções de entretenimento e transporte para todos os lados? Penso entre 60 mil a 120 mil euros.

  • Luciana

    Ola Gabs, adorei teu texto, muito bem escrito e com informações preciosas. Estou indo para Portugal em Marco/2018, mas vou ficar um período curto (eu acho), voce tem alguma indicacao de sites para arrendar quarto p curta temporada? (Vamos supor 1 mês). Existe sites menos burocráticos?

    Agradeco desde ja!

  • Natalia

    Olá! Adorei seu texto! Estou indo a Portugal a trabalho no próximo ano e já procuro um local para morar com minha família (esposo e 1 filha pequena). Achei os valores de T2 e T3 em Lisboa um pouco salgados. Algum concelho próximo que seja mais em conta e bom para uma família, que você indicaria?? Oerias e Caiscais também estão um pouco acima das minhas expectativas financeiras. Sintra já ouvi falar coisas bem ruins, então descartei. Me apaixonei por Torres Vedras, mas 50km todo dia vai ser complicado… o que acha de Odivelas, Amadora e Loures? Ainda não achei muitas informações sobre esses concelhos…
    Agradeço desde já!!

  • Olá!!! foi muito útil tuas descrições dos bairros
    Me formei em administração e quero agora ir para Portugal, mas tenho muito dúvida do que fazer (MBA/PÓS/MESTRADO/CURSOS). Mas tenho a ideia de trabalhar ai, eu posso ser contratado, mesmo com visto de estudante? Pois a minha ideia era tentar um visto de trabalho posteriormente, tendo em vista que é bem difícil conseguir trabalho antes de estar ai.

  • Amanda Rezende

    Adorei seu texto. Vou guardar ele para quando estiver para alugar um quartinho em Lisboa. 🙂

    Você poderia fazer um post sobre as universidade existentes em Lisboa? Estou procurando um curso de pós/mestrado/mba (ainda não me decidi hahaha) e fico na dúvida quanto a opinião geral (local) sobre as universidades. Aqui no Rio, pelo menos, algumas faculdades são mais bem avaliadas e reconhecidas no mercado de trabalho do que outras.

    Sobre moradia, qual o melhor bairro para uma estudante, de 24 anos, que irá para Portugal sozinha? Quando você comenta sobre ruas escuras e pouco movimentadas eu já entro em pânico. Sei que é um perfil da cidades, pois já estive como turista em Lisboa (também sozinha). Infelizmente quase não saía de noite por medo. ):

    Continue o ótimo trabalho. Abraços!

  • Paulo

    Boa tarde!

    Estou me mudando para Lisboa agora em setembro para estudar na IADE. Gostaria de saber os melhores sites onde posso encontrar acomodações estudantis ou quartos individuais por perto da faculdade? Você tem alguns preferidos? Pode me indicar?

Post a Comment