Lisboa
28 Nov, Sunday
9° C
TOP

Bate-volta de Lisboa: Mafra

Esta é a primeira dica de viagem baratinha para quem está fazendo intercâmbio em Portugal, principalmente em Lisboa.

Como chegar ao Palácio Nacional de Mafra

O Palácio está a mais ou menos 35km da estação Campo Grande, em Lisboa. A passagem custou (em 20015) por volta de 8 euros para ir e 8 para voltar, mais 5 para entrar no local (sem guia, lembrando que visitas com guia devem ser agendadas previamente e são bem mais caras). O autocarro para exatamente em frente ao Palácio, você pode encontrar mais informações sobre o horário de funcionamento aqui.

A visita

Metade de um dia é o suficiente para visitar o local, não precisa madrugar pra ir. A cidade é baratinha e é possível almoçar em um restaurante por lá (os preços abaixam na proporção inversa da distância ao Palácio, único ponto turístico da cidade).

Quando fui, ficava sempre perto de algum grupo guiado, mas não durava muito, porque eles percebiam e se distanciavam ou abaixavam a voz. Algumas curiosidades: o Palácio é “dividido” em dois, metade da decoração é escolhida pela Rainha e metade, pelo Rei. O local era casa de veraneio da família real portuguesa, que adorava caçar na região (tem uma sala dedicada a isso lá). O lugar também era moradia de frades (termos católicos a confirmar), por isso, alguns cômodos são bastante humildes (sem ironia).

SONY DSC

Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra (foto por Jordana Faria)

O que você vai encontrar

Sobre a visita especificamente: amei a biblioteca, mas não tenho muitas informações sobre, porque não lembro mesmo. Além da biblio maravilhosa, tem também uma igreja, a qual conta com uma sacada, de onde o Rei assistia às missas e abençoava o povo, sem sair do quarto! Isso mesmo, acordava e abençoava o povo de samba-canção. Na entrada, algumas pessoas “alugam” aves para tirar foto, mas sou contra e peço, se for possível, que não tirem fotos com os animais.

Obrigada e boa viagem!

Post a Comment